AFACEESP - Associação dos funcionários aposentados e pensionistas do Banco Nossa Caixa

(11) 94721-0605

|

08000-175-007

|
Menu

Área Restrita do Associado

Área Restrita do Conveniado

Associe-se

Déficit do Feas – o alvo das ações judiciais é o Patrocinador
Fique por dentro

Notícias

Déficit do Feas – o alvo das ações judiciais é o Patrocinador
05 de junho de 2019
Atualizado: 05/06/2019

Déficit do Feas – o alvo das ações judiciais é o Patrocinador

FEAS – a luta judicial é contra o Banco do Brasil, ou você prefere continuar mirando o alvo errado?


Economus passou a reconhecer e informar isso isso expressamente,

Desde que a ação coletiva da Afaceesp foi acolhida pela
Justiça do Trabalho (TST-Brasília) e, agora,  quando o Economus publica nota informando que  a ação coletiva está no STF para se manifestar. 
A Ação sempre foi contra o Banco do Brasil; o Economus também foi acionado por ser operadora do plano. 
O pedido é para que o Patrocinador Banco do Brasil seja responsável por garantir a prestação dos serviços sem a cobrança unilateral da mensalidade imposta unilateralmente em 2009 (4,72% percapita)
 
E a auditoria requerida pelos conselheiros eleitos para
apurar as causas e os responsáveis pelo acelerado esgotamento dos recursos do
Fundo? Sai ou não sai?  

– implantação do plano Novo Feas em 2013 com custo e custeio
irreais e que agora está a exigir reajuste insuportável para as pessoas que
acreditaram nas promessas da época.
– descumprimento de dispositivo que assegura aos egressos do BNC a mesma política de gestão de pessoas do BB e não cumprimento do regulamento alterado em 2009 que fixou o prazo para adesões restrita somente aos aposentados sob a égide do BNC, uma vez que aos ativos caberia estender as mesmas condições dos empregados de origem BB.
– nas ações individuais (a maioria delas já transitada em
julgado), qual a razão de o Banco do Brasil estar condenado solidariamente e
não colocar recursos no fundo, provocando ainda mais o esvaziamento do saldo?

Essas ações individuais, a exemplo da coletiva movida pela Afaceesp, também são
contra o Banco do Brasil.  

 


Entenda quem está amparado atualmente por decisões judiciais

Os aposentados dos grupos B e C que fazem parte das ações movidas
individualmente com decisões favoráveis.  O Banco do Brasil é condenado solidariamente,
cabe repetir.

Os integrantes da ação coletiva, com a suspensão da tutela
antecipada, voltaram a pagar mensalidades desde início de 2017. Aguardam a
decisão do STF nos termos informados pela nota recente do Economus.


Se o efeito das ações judiciais vem contribuindo para o
esvaziamento do Fundo (ainda que em pequena parte), é porque o Patrocinador
Banco do Brasil condenado solidariamente a garantir a prestação dos serviços
sem a cobrança de mensalidade não está sendo penalizado financeiramente, uma
vez que estão sendo utilizados recursos do Fundo Feas. Esta é a questão. Este
deveria ser o foco da cobrança por parte de todos. Este também deveria ser um
dos objetivos da auditoria requerida pelos conselheiros eleitos.

Últimas Notícias

24 de agosto de 2022

Atualizado: 24/08/2022

Programa de Hospedagem tem calendário de eventos

Publicação permanente para divulgar eventos especiais nas regiões dos hotéis conveniados Os associados da Afaceesp têm mais uma opção para avaliar as atrações dos locais onde estão situados os hotéis

09 de novembro de 2022

Atualizado: 09/11/2022

Cassi para os egressos da Nossa Caixa

Comunicado do Escritório Innocenti esclarece atuação junto ao Ministério Público do Trabalho de Brasília.

28 de outubro de 2022

Atualizado: 28/10/2022

Comunicado Afaceesp

Aos egressos do Banco Nossa Caixa que se aposentaram no Banco do Brasil ou ainda estão em atividade no Banco – Ação Civil Pública do Ministério Público do Trabalho de Brasília ajuizada em 2012 (opção pelo plano de saúde da Cassi)

09 de setembro de 2022

Atualizado: 09/09/2022

MURAL – Eleições Deputados Estaduais e Federais (*)

Afaceesp implanta Mural de Eleições para deputados estaduais e federais por São Paulo